judite destruindo a casa ♡

(Reblogado de cinzentos)
Entre nós dois a conversa sempre fluía espontânea. Ela falava um pouco, eu prestava atenção, e depois chegava a minha vez. Nosso diálogo era sempre assim, simples, sem esforço nenhum. Parecia que tínhamos segredos em comum. Quando se descobria um que valesse a pena, Cass dava aquela risada — da maneira que só ela sabia dar. Era como a alegria provocada por uma fogueira.
Bukowski.   (via craquelar)

(Fonte: perfeitasimetria)

(Reblogado de querido--john)
(Reblogado de querido--john)
(Reblogado de querido--john)
Te cuida, dissera ele. E eu ouvi como se fosse um te amo. Meses depois, terminado o namoro sem beijos de despedida, saio do carro trancando o choro, ainda que o rompimento tenha sido resolvido de comum acordo. Abro a porta e já estou com uma perna pra fora quando ouço, sem nenhuma aflição por mim, apenas consciência de que não teríamos mais notícias um do outro: te cuida. Me cuidei. Só chorei quando já estava dentro do elevador.
Martha Medeiros.    (via querido—john)

(Fonte: c-a-n-a-r-i-o)

(Reblogado de querido--john)
(Reblogado de whocallsyoubabyallthetime)
Só não venha reclamar do meu mal humor agora. Sempre fui um chato, folgado e incomodo. E olha, quando eu digo “sempre”, é sempre mesmo. Continuo sendo um enjoo, desde a gravidez da minha mãe.
I can fix you.  (via espeliarmus)

(Fonte: icanfixyou)

(Reblogado de espeliarmus)
É necessário abrir os olhos e perceber que as coisas boas estão dentro de nós, onde os sentimentos não precisam de motivos nem os desejos de razão. O importante é aproveitar o momentos e aprender sua duração, pois a vida está nos olhos de quem souber ver.
Pedro Bial.   (via espeliarmus)

(Fonte: renunciador)

(Reblogado de espeliarmus)
(Reblogado de quandoeutevejo)

(Fonte: sandandglass)

(Reblogado de whocallsyoubabyallthetime)
(Reblogado de 5000-days)
(Reblogado de t-a-t-u-a-d-a)